O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, aprovou nesta sexta-feira (16) um pedido especial do exército de ampliar o alistamento de reservistas acima dos 30 mil aos quais deu sinal verde ontem, após a queda de foguetes perto de Jerusalém e Tel Aviv, informou uma porta-voz desse departamento.

Israel começou o alistamento dos primeiros 16 mil reservistas, à espera de ver como se desenvolve o conflito com as milícias de Gaza.