Os militares israelenses afirmaram nesta quarta-feira (7) que suspenderão brevemente as operações na Faixa de Gaza durante o dia, para permitir a entrada de auxílio humanitário e combustível na região. A interrupção na investida será diária, a partir de hoje. “Foi decidido que serão suspensos os ataques entre 13h e 16h (hora local)”, disse uma porta-voz militar de Israel, para em seguida advertir: “O Exército responderá a qualquer disparo, inclusive de foguete.”

Sob condição de anonimato, um militar disse ainda que “o Exército interromperá suas operações em Cidade de Gaza”, maior cidade da Faixa de Gaza e densamente povoada.

O anúncio foi feito horas depois de o primeiro-ministro Ehud Olmert dizer que Israel iria permitir a abertura de um “corredor humanitário” até a Faixa de Gaza.

Israel realiza há 12 dias uma operação militar na área que já deixou mais de 600 mortos. Cresce a pressão internacional sobre os israelenses, com o aumento das baixas entre os palestinos.