O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou hoje que buscará um acordo com os Estados Unidos sobre os assentamentos israelenses em territórios defendidos por palestinos. Em viagem pela Europa, Netanyahu demonstrou a esperança de que os próximos encontros com autoridades norte-americanas possam levar a “uma fórmula que nos permita lançar um processo (de paz), e aos colonos seguir com uma vida normal”. Segundo ele, a intenção é que Israel possa avançar nas construções em alguns assentamentos, ao mesmo tempo em que retoma negociações de paz. Os palestinos querem o congelamento total dos assentamentos, antes de retomarem o diálogo.

Em uma viagem de quatro dias pela Europa, Netanyahu se reúne hoje com o primeiro-ministro, Gordon Brown. Ele também vai se encontrar com a chanceler alemã, Angela Merkel, e o enviado dos EUA para o Oriente Médio, George Mitchell. Durante a viagem, Netanyahu terá que lidar com a oposição internacional aos assentamentos israelenses em terras que os palestinos querem para seu futuro Estado. Por outro lado, se o primeiro-ministro avançar muito nas negociações internacionais, pode perder o apoio da coalização governista de direita, que não planeja interromper as construções nas áreas de assentamentos.