O relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), segundo o qual o Irã aumentou substancialmente o enriquecimento de urânio, é uma “prova” de que Teerã está tentando obter armas nucleares, afirmou Israel neste sábado. “O relatório da AIEA prova que as convicções israelenses (sobre o programa nuclear do Irã) são verdadeiras”, afirmou um comunicado do gabinete do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu. “O Irã está enriquecendo urânio a 20%, ignorando totalmente as exigências internacionais” para interromper suas atividades.

A AIEA afirmou em um relatório na sexta-feira que o Irã triplicou sua capacidade de enriquecer Urânio a 20% desde novembro e que, agora, produz cerca de 14 quilos de urânio por mês, sendo que 105 quilos já estão estocados. O enriquecimento de urânio a 20% é um importante passo para a purificação ao nível de 90%, necessária para uma arma nuclear. O Irã nega que tenha esse objetivo. As informações são da Dow Jones.