O governo de Israel disse neste sábado que seu embaixador no Egito, Yitzhak Levanon, retornará ao Cairo quando a segurança da embaixada estiver garantida pela nação árabe.

O ministro da Informação do Egito, Osama Heikal, disse, em mensagem veiculada pela TV, que o país “afirma seu total compromisso com o respeito às convenções internacionais, incluindo a proteção de todas as missões (diplomáticas)”.

Os israelenses afirmaram que o embaixador Levanon assumirá o posto “tão logo a segurança da embaixada seja fornecida pelo Egito”, de acordo com declarações feitas pelo porta-voz Ron Sofer para a rádio do exército. As informações são da Dow Jones.