O ministro da Defesa de Israel, Moshe Yaalon, advertiu quarta-feira que Israel responderá a quaisquer ataques a seu território e não permitirá que os seus civis ou forças armadas sejam colocados sob fogo “de maneira alguma”.

O alerta veio depois que militantes de Gaza dispararam um foguete contra o sul de Israel durante a noite. Além disso, um morteiro sírio e tiros de armas de fogo de baixo calibre atingiram o setor ocupado por Israel das Colinas de Golã.

“Nós não devemos permitir, de maneira alguma, a criação de uma rotina de disparos esporádicos contra nossos civis ou contra as nossas forças”, disse Yaalon em um comunicado. As informações são da Dow Jones.