Aviões militares de Israel atacaram hoje a Faixa de Gaza próximo à cidade de Rafah, ao sul do território, de acordo com informações de autoridades de segurança palestinas. O primeiro ataque aéreo desde o dia 10 foi uma resposta ao disparo de uma série de morteiros a partir da Faixa de Gaza sobre Israel, disse um oficial israelense, e teve como alvo túneis construídos sob a fronteira com o Egito, erguidos com o objetivo de violar o bloqueio imposto por Israel sobre o território palestino. O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou várias vezes durante as últimas semanas que o Exército responderia a cada foguete ou bomba disparados contra o país.

Na segunda-feira, um palestino foi morto e outro ficou ferido quando se aproximavam da fronteira com Israel na extremidade norte da Faixa de Gaza. Pouco depois do incidente, três séries de morteiro foram disparadas da Faixa de Gaza contra Israel, ferindo um soldado. De acordo com o Exército israelense, mais de 200 foguetes e bombas foram lançados de Gaza para Israel desde a ofensiva israelense de 22 dias no território palestino, em dezembro e janeiro. As informações são da Dow Jones.