Um juíza argentina anulou hoje decisão que permitia a união civil entre pessoas do mesmo sexo, informaram a mídia local e o site especializado “Poder Judicial”. A juíza federal Marta Gómez Alsina acatou pedido de um advogado que solicitava anulação da decisão anterior de uma juíza de Buenos Aires, declarando inconstitucionais dois artigos do Código Civil que impedem o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo.

A advogada de um casal homossexual que pretendia casar-se amanhã María Rachid disse desconhecer a decisão e afirmou que seus clientes pretendem seguir adiante com o plano de casamento.