O ex-presidente Néstor Kirchner foi internado hoje em grave estado de saúde com problemas na carótida direita. Kirchner, considerado o verdadeiro poder no governo de sua esposa, a presidente Cristina Kirchner, teve de ser submetido a uma cirurgia, que começou pouco antes das 20h (de Brasília). O ex-presidente, que sofre de elevada impopularidade, foi internado no Sanatório Los Arcos, no bairro de Palermo, em Buenos Aires.

Segundo o doutor Marcelo Ballesteros, subdiretor da Unidade Médica Presidencial, o ex-presidente “apresentou de manhã um quadro clínico causado por uma patologia de sua artéria carótida direita que requer tratamento cirúrgico”. A presidente Cristina Kirchner estava no hospital no momento da operação.

Kirchner está internado no mesmo hospital onde esteve o atual técnico da seleção de futebol argentina, Diego Armando Maradona, e a cantora Mercedes Sosa, por problemas cardíacos, recentemente falecida.

Antecessores de Kirchner tiveram exatamente o mesmo problema de saúde. Em 1993 o então presidente Carlos Menem foi operado da carótida. Na época, os mercados ficaram tumultuados, já que o país estava em plena etapa de privatizações. Em 2001 foi a vez do presidente Fernando De la Rúa, também em meio à crise econômica e à fuga de divisas que levaria ao colapso da economia argentina no final daquele ano.