Dados fracos da economia nos primeiros três meses do ano deveriam levar o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) a adiar o início da elevação dos juros, disse hoje o dirigente da regional de Minneapolis, Narayana Kocherlakota.

Segundo ele, indicadores como o aumento do déficit comercial em março, divulgado hoje pelo Departamento do Comércio, são motivos de preocupação.

“Uma vez que juntarmos esses números à estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no 1º trimestre, provavelmente vamos encontrar uma contração da economia”, disse.

Kocherlakota voltou a defender o adiamento do início do aperto monetário. Para ele, uma elevação dos juros neste ano seria “mover a economia na direção errada”. Fonte: Dow Jones Newswires.