O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, perdeu sua influência política de forma “significativa” após o anúncio da decisão dele de trocar de cargo com o primeiro-ministro do país, Vladimir Putin, disse nesta terça-feira o ex-ministro das Finanças Alexei Kudrin, em uma entrevista a uma rádio. No congresso do partido Rússia Unida, em 24 de setembro, Medvedev e Putin anunciaram os planos deles de trocar de cargo após as eleições presidenciais que devem ser realizadas em março.

“Medvedev perdeu o peso político dele de forma significativa após 24 de setembro”, disse Kudrin para a rádio Kommersant, acrescentando que Medvedev poderia usar a experiência política dele em algum momento no futuro.

Kudrin, um aliado de longa data de Putin, perdeu o emprego três meses atrás após criticar abertamente gastos federais excessivos e o aumento das despesas militares feitos por Medvedev. O ex-ministro disse à rádio que, depois disso, foi lhe oferecido o cargo de chefe do Banco Central, que ele recusou.

No sábado, Kudrin se juntou a milhares de manifestantes em Moscou para pedir novas eleições parlamentares e reforma política. Os protestos ocorrem após eleições parlamentares realizadas mais cedo neste mês que, acredita-se, tenham sido amplamente fraudadas. Kudrin disse à rádio que estava pronto para ajudar a criar um partido liberal na Rússia. As informações são da Dow Jones.