Cerca de 5 mil manifestantes contrários aos programas de austeridade fiscal adotados pelo governo da Espanha voltaram a ocupar brevemente a praça Puerta del Sol na madrugada do sábado, mas se retiraram pacificamente do local para permitir o acesso de equipes de limpeza. A polícia, que entrou em confronto com manifestantes na praça nesta semana, já havia saído de lá quando as pessoas chegaram.

Os participantes do protesto não gostaram de a polícia ter impedido o acesso à Puerta del Sol nos últimos quatro dias. Era ali que estavam ocorrendo desde maio as manifestações contra as medidas de corte nos gastos adotadas pelo governo da Espanha.

Os organizadores dos protestos disseram em um comunicado divulgado na Internet que pretendem fazer mais uma concentração na Puerta del Sol neste sábado, continuando na praça, mas “sem montar acampamento”. As informações são da Associated Press.