A Marinha francesa atacou hoje um navio de suprimento utilizado por piratas somalis que atuam no Golfo de Áden e deteve 11 suspeitos. A ação ocorreu na costa do Quênia. A notícia vem à tona num momento em que a atuação de piratas e a reação de diversas marinhas provoca tensão em um dos mais importantes corredores de navegação do planeta. As forças francesas promoveram o ataque à embarcação de suprimento durante a manhã, depois de ter passado a madrugada observando os piratas.

Um helicóptero de vigilância havia identificado a embarcação pirata ontem, informou hoje o Ministério da Defesa da França por meio de um comunicado. A ação frustrou um plano de ataque pirata contra um navio de bandeira liberiana, prosseguia a nota. A embarcação pirata foi interceptada a 900 quilômetros da cidade queniana de Mombaça. Os piratas somalis costumam usar essas embarcações de suprimentos para transportar lanchas rápidas até alto-mar e reabastecê-las enquanto novos ataques são planejados.