Um dos membros do comitê de política monetária do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Makoto Sakurai, disse nesta quarta-feira que a autoridade deve manter sua política ultra-acomodatícia, já que os números de inflação ainda estão fracos e longe da meta de 2%.

“Acredito que é importante buscar um afrouxamento monetário poderoso no cenário atual, por enquanto”, disse Sakurai em um discurso direcionado a líderes empresariais em Hakodate.

Sem fazer referência a uma necessidade de ajustar a atual política monetária, os comentários de Sakurai sugeriram que ele provavelmente apoia a posição do presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, de que o cenário atual de juros de curto e longo prazo vão fazer a inflação chegar à meta.

Ainda nesta quarta-feira, Sakurai retomou comentários recentes de Kuroda de que o BoJ não deveria mudar sua meta de 2% de inflação porque é um padrão global dos bancos centrais, e ter objetivos similares ajuda a estabilizar o câmbio. Fonte: Dow Jones Newswires.