O partido da premiê alemã Angela Merkel apresentou nesta segunda-feira sua plataforma para as eleições de setembro, colocando como centro das discussões uma proposta para a chegada ao pleno emprego em 2025 e um corte sobre o imposto de renda.

“Nosso plano para o futuro é prosperidade e segurança para todos”, afirmou Merkel, cuja coalizão lidera as pesquisas de intenções de voto. “Este é um programa de governo que traz união ao país e não o divide”.

A plataforma também marca uma mudança em relação ao tema que dominou as eleições passadas, medidas de austeridade e cortes orçamentários. A Alemanha não registra cortes significativos de impostos desde meados da década de 2000.

A robustez da economia alemã – com seu mercado de trabalho aquecido, seus superávits primários e queda do déficit público – são os principais ativos de Merkel para a campanha, embora a maioria dos economistas creditem a Gerhard Schröder, seu antecessor, a maioria das reformas duras e impopulares, mas responsáveis por este momento. Fonte: Dow Jones Newswires.