A chanceler alemã Angela Merkel saudou hoje a presença do presidente russo Dmitri Medvedev na cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) que será no mês que vem, mas advertiu que não se deve esperar muito desse fato. Durante entrevista à imprensa, ao lado do secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, Merkel disse que a cúpula vai permitir que a aliança militar e a Rússia analisem suas “ameaças comuns”. “Isso significa falar de parceria”, disse ela. “Não devemos esperar muito um do outro,” afirmou.

Segundo Merkel, o fato de a Russa estar preparada para discutir o escudo antimísseis que a Otan planeja instalar na Europa é “um bom final”. A aliança afirma que o sistema tem como meta conter possíveis ataques de “Estados nocivos” como o Irã, enquanto a Rússia vê o escudo como uma ameaça contra seus próprios meios de defesa.

Rasmussen disse que as relações da Otan com Moscou “já melhoraram substancialmente” no último ano, após o congelamento que se seguiu à breve guerra com a Geórgia em agosto de 2008. Merkel disse que Rasmussen se reunirá com Medvedev antes de cúpula, marcada para 20 de novembro em Lisboa. As informações são da Dow Jones.