A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu hoje a padronização das normas de segurança em todas as usinas nucleares da Europa para evitar acidentes como o do Japão, que teme um colapso dos reatores após um forte terremoto.

“Nós padronizamos todo o tipo de coisa na União Europeia – do tamanho das maçãs à forma das bananas – e também podemos realmente discutir sobre medidas de segurança comuns para todos os centros nucleares na Europa”, afirmou Merkel. Ela disse que abordará a questão na reunião do Conselho Europeu, em Bruxelas, no final da próxima semana.

Na segunda-feira, a chanceler anunciou uma moratória de três meses sobre planos aprovados no ano passado para prorrogar em mais de uma década, até meados de 2030, a vida útil dos 17 reatores nucleares da Alemanha. No dia seguinte, ela ordenou o desligamento temporário das sete usinas mais antigas do país, enquanto autoridades conduzem testes de segurança.

Merkel também saudou hoje um acordo firmado por Estados membros do bloco para conduzir testes voluntários na segunda metade do ano nos 143 reatores da Europa, de modo a determinar sua capacidade para resistir a terremotos, inundações e outros desastres naturais. As informações são da Dow Jones.