A chanceler alemã, Angela Merkel, informou neste sábado que seu país precisa de trabalhadores estrangeiros qualificados para superar uma escassez de mão-de-obra que ameaça a competitividade da Alemanha. Em discurso semanal, ela disse que os imigrantes devem vir principalmente de outros países europeus.

A Alemanha foi acusada de tirar vantagem das elevadas taxas de desemprego em outros lugares da União Europeia (UE) para atrair trabalhadores de alta qualificação. Um sistema recentemente introduzido, o chamado “blue card”, que incentiva a migração de pessoas com habilidades específicas de fora da UE teve sucesso limitado.

No ano passado, menos de 2.600 pessoas de países que não integram o bloco europeu migraram para Alemanha por meio desse sistema. Especialistas estimam que a maior economia da Europa necessita todos os anos de dezenas de milhares de engenheiros, doutores e cuidadores por causa do envelhecimento e da redução da população. Fonte: Associated Press.