A chanceler alemã Angela Merkel rejeitou alegações de que seu governo mentiu em 2013 a respeito da disposição dos Estados Unidos em negociar um acordo com a Alemanha para evitar casos de espionagem entre governos.

O chefe de gabinete de Merkel à época, Ronald Pofalla, disse semanas antes da eleição da governante em 2013 que os Estados Unidos se ofereceram para negociar uma proposta do tipo. O jornal Sueddeutsche Zeitung e duas emissoras de TV, no entanto, têm noticiado nas últimas semanas que não havia indicativos de que a Casa Branca iria celebrar tal acordo.

Questionada em uma entrevista publicada no Sueddeutsche Zeitung neste sábado, Merkel declarou que seu gabinete não mentiu no caso. “Houve discussões entre os americanos e nós que fizeram parecer possível um acordo do tipo”, afirmou. Fonte: Associated Press.