As autoridades mexicanas disseram que dez corpos e onze cabeças cortadas foram encontrados em valas clandestinas no estado de Guerrero, no sul do país. Os restos mortais foram encontrados na terça-feira no município de Chilapa de Alvarez.

O procurador do estado Miguel Angel Godinez Munoz disse que os investigadores examinaram seis locais. A maioria dos corpos tinham as mãos amarradas e mostravam sinais de tortura. As onze cabeças foram descobertas em uma das valas, dentro de quatro sacos plásticos pretos. Em 11 de novembro, onze corpos decapitados foram encontrados na área.

Guerrero é o estado onde 43 estudantes universitários desapareceram em setembro nas mãos da polícia, o que provocou protestos em todo o país. Fonte: Associated Press.