O documentário de Oliver Stone sobre Fidel Castro, “Comandante”, acaba de ser excluído do Festival Internacional de Cinema de Miami, porque os organizadores do evento temem protestos da comunidade cubana local, que é anticastrista.

O documentário já foi apresentado sem problemas em um festival de cinema de Utah e o HBO programou para maio sua apresentação no canal. O documentário de 90 minutos foi resultado de mais de 30 horas de gravações de conversas entre o diretor de cinema americano e Fidel Castro. Para Stone, “Fidel é uma figura carismática, um verdadeiro ator de cinema”.