O governo de Mianmar assinou um acordo com o maior grupo rebelde étnico do país para formar uma confiança mútua em um esforço para aliviar as tensões recentes entre os exércitos dos dois lados, disse o jornal Kyemon.

Segundo a publicação, o acordo de cinco pontas assinado na sexta-feira, 12, entre a delegação de paz do governo e o grupo Wa inclui cláusulas de convocação de reuniões rápidas entre os dois exércitos, sempre que surgirem questões militares, e compromisso do rebelde Exército Unido do Estado Wa de não se separar.

O governo está buscando acordos de paz abrangentes com todos os grupos rebeldes étnicos do país e alcançou novos acordos de cessar-fogo com muitos deles, mas continua a ocorrer confrontos armados com alguns dos maiores grupos. O acordo representa um passo à frente nos esforços de paz governamentais.

Há décadas, Mianmar enfrenta rebeliões de vários grupos minoritários que buscam autonomia. Acredita-se que o Wa, no norte do país, tem o maior exército de guerrilha étnica, com cerca de 30 mil homens. Fonte: Associated Press.