Desde que o resultado das eleições apontou Donald Trump como o novo presidente dos Estados Unidos, vários protestos eclodiram em diferentes cidades americanas.

Cerca de duas mil pessoas tomaram as ruas de Manhattan para protestar contra o magnata. O grupo se reuniu em Union Square e seguiu em marcha até a Trump Tower, quartel-general de Trump. O protesto interrompeu o trânsito em várias ruas da cidade.

Os manifestantes seguravam placas e cantavam “a vida dos negros importa”, “a vida dos trans importa” e “Donald Trump, vá embora, racista, sexista e antigay”.

Grandes manifestações também foram verificadas em Chicago, Portland, Boston, Seattle, Filadélfia, Detroit, Austin, Washington D.C., Oakland, Los Angeles.

Os protestos foram pacíficos e organizados de maneira espontânea por meio de redes sociais. Muitos manifestantes carregavam cartazes anti-Trump e bandeiras da comunidade LGBT . Em Austin, no Texas, uma rodovia foi fechada. Em Chicago, os ativistas interromperam o trânsito em uma das mais importantes avenidas da cidade.

Assista o vídeo com os protestos nos Estados Unidos:

 

Trump-2
“Fora, Trump!”: Manifestantes protestam em Los Angeles./Keith Birmingham/Associated Press/Estadão Conteúdo