Milhares de trabalhadores protestam nas ruas de Roma contra o novo Orçamento da Itália. Segundo os manifestantes, o projeto de gastos deve trazer ainda mais dificuldades para a população no próximo ano.

Os protestos foram acompanhados nesta sexta-feira por uma greve de 24 horas em todo o país. As paralisações se focaram em aeroportos em Roma, Nápoles, Milão e Bologna, contudo os serviços de trem foram mantidos em grande parte das cidades. Alguns funcionários de escolas e do setor de saúde também se uniram à greve.

 

Os sindicatos USB e COBAS organizaram as paralisações em protesto contra as medidas de austeridade que reduzem os orçamentos no setor de transportes. O coordenador da USB, Pierpaolo Leonardi, acusa o governo da Itália de impor diretivas da União Europeia sem a preocupação com o impacto sobre os trabalhadores.

 

Ainda nesta sexta-feira, um protesto reuniu cerca de 600 trabalhadores em Milão. Fonte: Associated Press.