Militantes armados cruzaram hoje a fronteira do Afeganistão e invadiram uma vila no cinturão tribal paquistanês, matando cinco civis, informaram funcionários do Paquistão. Já funcionários afegãos negaram qualquer ataque do tipo e acusaram tropas paquistanesas de matar seis pessoas em um ataque ontem com foguetes.

A fronteira é porosa e a tensão entre os dois lados é grande, quanto a militantes que estariam nos territórios vizinhos. Um funcionário do governo local no Paquistão, Fazle Akbar, disse que entre 250 e 300 militantes atacaram civis em Mamoond. Entre os cinco civis mortos há duas mulheres, segundo essa fonte. Akbar disse que três mulheres ficaram feridas na ação, ocorrida 65 quilômetros a noroeste de Khar, principal cidade de Bajaur.

Já o chefe de polícia da província afegã de Kunar, Mohammad Ewaz Nazir, disse que tropas do Paquistão disparam há um mês no distrito de Shigal. “Quatro crianças e dois homens morreram em um de seus ataques com foguetes”, afirmou. As informações são da Dow Jones.