O ministro da Defesa iemenita, o general Mohamed Nasser Ahmed, escapou ileso de um atentado suicida quando visitava nesta segunda-feira uma base militar na província de Abian, em um ataque reivindicado hoje pelo grupo Ansar al Sharia, vinculado à Al Qaeda. Um terrorista suicida com um cinto de explosivos perpetrou o atentado na cidade de Lauder, uma das fortificações da organização terrorista no sul do país, explicou o grupo em comunicado.

O suicida, segundo a nota, tentou infiltrar-se entre os soldados durante a visita do ministro, mas alguns o descobriram e o alvejaram, o que o deixou ferido. Quando os militares se aproximaram, o terrorista detonou o cinto de explosivos e faleceu. Uma fonte militar confirmou o ataque à Agência Efe e assinalou que não houve nenhuma baixa entre as fileiras do Exército.

O ministro da Defesa dirige uma ampla ofensiva, iniciada no último dia 12, contra os redutos da Al Qaeda em Abian, onde o grupo controla várias localidades há um ano. A Al Qaeda aumentou sua atividade no Iêmen nos últimos meses, aproveitando-se da situação de instabilidade que vive o país desde a eclosão, em janeiro de 2011, das revoltas populares contra o então presidente, Ali Abdullah Saleh, que em fevereiro passou seus poderes a seu vice-presidente, Abdo Rabbo Mansour Hadi.