Os ministros de Economia e Educação renunciaram aos cargos, assim como o comissário do presidente Otto Perez Molina para a competitividade, em protesto contra um escândalo de corrupção que ameaça a presidência do país. Os três têm laços com câmaras empresariais da Guatemala, que têm pedido a renúncia de Perez Molina.

O ex-ministro da Economia Sergio de la Torre disse que “não podemos mais continuar neste governo”, após a ex-vice-presidente Roxana Baldetti ter sido detida na sexta-feira em conexão com um escândalo de corrupção. Acredita-se no desvio de milhões de dólares do Estado.

A procuradora-geral Thelma Aldana disse que é “muito provável que o presidente da república possa ter participado” no círculo de corrupção. Perez Molina negou envolvimento e uma tentativa recente de suspender a imunidade morreu no Congresso.

No sábado, centenas de pessoas manifestaram-se em frente ao palácio nacional e pediram a renúncia de Perez Molina. Fonte: Associated Press.