Mísseis disparados por aviões teleguiados norte-americanos mataram nesta quarta-feira quatro pessoas numa região do noroeste do Paquistão controlada pela rede militante Haqqani, um dia depois de um ataque semelhante ter matado um importante comandante do grupo, informaram funcionários paquistaneses em condição de anonimato.

As identidades dos mortos no Waziristão do Norte são desconhecidas, disseram as fontes. As quatro pessoas estavam num carro perto da cidade de Miran Shah, a principal base da rede Haqqani, quando dois mísseis atingiram o veículo, disseram os funcionários.

A inteligência norte-americana acredita que a Haqqani é uma grande ameaça à segurança no Afeganistão e que conta com o apoio do Exército paquistanês. Os EUA querem que o Exército corte sua ligações com o grupo militante, algo que Islamabad se recusa a fazer.

A questão é uma importante causa das tensões entre os dois países. Na quinta-feira, um ataque de mísseis perto de Miran Shah, matou Janbaz Zadran, que segundo funcionários norte-americanos era um importante comandante da rede, que ajudou a orquestrar ataques em Cabul e no sudeste do Afeganistão. As informações são da Associated Press.