David Añez, o fundador do partido o presidente da Bolívia, Evo Morales, morreu ontem aos 79 anos. Seus familiares informaram que ele sofria de câncer no fígado. O corpo de Añez está sendo velado hoje na Assembleia Legislativa. Ele era advogado e também exerceu mandatos como deputado e senador.

Añez fundou o Movimento ao Socialismo (MAS), que levou Morales à presidência em 2005, mas não era esquerdista. Ele começou na vida política como integrante da Falange Socialista Boliviana, partido nacionalista de direita, sofreu perseguições políticas durante as ditaduras militares e, em 1987, fundou o Movimento ao Socialismo Unzaguista (MAS-U), que pretendia ser a ala mais à esquerda da Falange.

Morales tomou a sigla emprestada, retirando o U, embora alguns de seus detratores afirmem que ele a comprou para poder participar das eleições municipais de 1999. O presidente disse que Añez “entregou” o nome da sigla ao Instrumento Político pela Soberania dos Povos (IPSP), o partido que Morales dirigia então, porque sua legenda não cumpria os requisitos exigidos para que ele fosse às urnas.