Milhares de separatistas catalães se reuniram em Barcelona neste domingo para protestar contra uma série de mudanças legais feitas pelo governo da Espanha contra políticos pró-independência da região.

Diversos legisladores da Catalunha enfrentam processos judiciais impostos pelo governo espanhol por terem promovido um referendo sobre a independência em 2014 em desobediência a uma ordem judicial. Os processos envolvem ainda leis regionais desenhadas para preparar o caminho para a independência.

Entre os políticos envolvidos nos processos estão o ex-presidente regional, Artur Mas, e o atual porta-voz do parlamento local, Carme Forcadell. Ambos estiveram presentes nos protestos desse domingo.

Jordi Cuixart, presidente do grupo Omnium, que defende o separatismo, disse que tinha uma mensagem ao estado espanhol. “Se você atacar seus representantes democraticamente eleitos, vão atacar suas instituições”, disse.

O movimento separatista tem crescido em anos recentes nas regiões mais ricas que falam catalão além de espanhol. Separatistas reclamam que a Catalunha paga mais impostos do que deveria ao governo central. Fonte: Associated Press.