Uma mulher suicidou-se ao detonar explosivos depois de atirar contra policiais com um rifle automático, durante uma operação da polícia francesa lançada hoje no subúrbio de Saint-Denis, ao norte de Paris, na esteira dos ataques terroristas que deixaram pelo menos 129 mortos na capital francesa na última sexta-feira.

Dois suspeitos foram mortos durante o cerco a um apartamento local, incluindo a mulher-bomba e um homem, afirmou um policial. Segundo a porta-voz de um procurador em Paris, sete suspeitos foram detidos durante a operação.

Autoridades francesas suspeitam que Abdelamid Abaaoud, um militante belga do Estado Islâmico e suposto mentor dos atentados em Paris, pode estar no subúrbio onde ocorreu a operação, afirmou a porta-voz.

Além de Abaaoud, autoridades francesas e belgas também procuram Salah Abdeslam, que teria participado dos ataques da semana passada.

Explosões e tiroteios foram ouvidos durante a operação policial em Saint-Denis. Fonte: Dow Jones Newswires.