Várias instituições sugeriram às autoridades educativas da Bolívia que incorporem o gorro como parte do uniforme escolar, para ajudar a combater os efeitos da radiação solar nas altas zonas andinas do país.

A campanha, impulsionada pela Organização Pan-americana da Saúde (OPS) e pela Universidad Mayor de San Andrés de La Paz, teve a adesão da Microsoft Bolívia, que doou 1,5 mil gorros protetores para alunos em povoados do altiplano, informou, em comunicado, o Laboratório de Física da Atmosfera, encarregado das medições da radiação ultravioleta no país.

A previsão dessa radiação para o mês de maio é de 10 pontos para La Paz e o altiplano boliviano, que estão 3.600 metros acima do nível do mar, informou o laboratório, em comunicado. Com esse índice, a exposição direta ao sol não deve ser de mais de 15 minutos na zona do altiplano, sobretudo entre 10h e 15h, informou a organização. O alerta vale sobretudo no período anterior ao inverno, quando o céu permanece aberto. As informações são da Associated Press.