Dez pessoas morreram e outras oito estão desaparecidas após um barco que transportava passageiros em uma viagem de pesca naufragou na costa sul da Coreia do Sul, informaram autoridades do país neste domingo.

Três pessoas feridas foram resgatadas e levadas para um hospital, mas não correm risco de vida, disseram agentes da guarda na costa de Jeju, que não quiseram se identificar por conta das regras do governo. Dezenas de navios fazem buscas por sobreviventes na área.

O barco Dolphin, de 9,8 toneladas, perdeu a comunicação com outro barco no sábado à noite e foi encontrado domingo de manhã ao norte da ilha turística de Jeju. Um sobrevivente disse que o barco naufragou rapidamente depois de ser atingido por redes de fazendas de criação de peixes, de acordo com um comunicado da guarda costeira. Oficiais disseram que a causa exata do naufrágio ainda era desconhecida, e que as condições meteorológicas no momento do incidente não estavam tão ruins.

Outro sobrevivente, identificado apenas pelo sobrenome Park, correu para avisar o capitão e alertar os passageiros para sair do barco, a medida que a água invadia a embarcação, de acordo com a agência de notícias Yonhap. Park disse que algumas pessoas permaneceram agarradas ao barco durante mais de 10 horas, mas que alguns desapareceram nas ondas fortes antes da chegada dos socorristas.

A estimativa é de que 21 pessoas estavam no barco, incluindo o capitão, que estava entre os 10 mortos. As outras vítimas eram passageiros de uma pescadores amadores que participavam de uma viagem de pesca, de acordo com a guarda costeira. Um documento lista 22 passageiros na viagem, mas as autoridades descobriram que quatro deles não chegaram a embarcar no navio e três pessoas que não estavam nessa lista chegaram a embarcar, segundo informações da guarda costeira.

Mais de 70 membros da guarda costeira, além da Marinha e navios civis fazem as buscas em as águas próximas, juntamente com cinco aeronaves, disse a guarda costeira em comunicado. O barco tinha deixado Chuja Island, a noroeste de Jeju Island, na noite de sábado, com retorno programado para uma cidade do sudoeste do continente. Fonte: Associated Press