Um suicida detonou os explosivos que levava em um carro-bomba, em uma zona comercial da capital iraquiana, Bagdá, e matou pelo menos 12 civis, segundo autoridades. O ataque na região dominada por xiitas do bairro de Nova Bagdá também deixou pelo menos 38 feridos, disse uma autoridade policial.

Uma fonte do setor médico confirmou o número de vítimas. As fontes pediram anonimato, porque não tinham autorização para falar à imprensa. Nenhum grupo reivindicou a ação, mas ela tem as características dos atos do Estado Islâmico, que controla áreas no oeste e no norte do Iraque. Locais públicos e zonas comerciais em áreas dominadas pelos xiitas estão entre os alvos mais frequentes dos militantes, que buscam minar os esforços do governo para manter a segurança em Bagdá.

O grupo ampliou recentemente seus ataques na região da capital, no momento em que as forças do governo, apoiadas pelos ataques aéreos liderados pelos EUA, retomam áreas capturadas pelos extremistas durante sua ofensiva no norte e oeste do país, em 2014.

Na noite de sábado, suicidas atacaram as forças de segurança em dois subúrbios da capital iraquiana, mataram 14 pessoas e ferindo dezenas. Um dia antes, um ataque suicida a uma mesquita xiita no sudoeste do país matou 13 pessoas e feriu outras 35, segundo a polícia. Fonte: Associated Press.