A lei de imigração do Arizona enfrenta um novo processo, nos Estados Unidos. A Liga de Cidadãos Latino-americanos Unidos e outras entidades apresentaram a sétima contestação contra a legislação em uma corte federal. Trata-se da primeira objeção legal contra os materiais de treinamento para os policiais encarregados de implementar a nova lei, que deve passar a vigorar no dia 29.

Segundo os querelantes, os materiais usados para o treinamento são “tão vagos e mal definidos que com certeza conduzirão à discriminação e à categorização social”. Entre os materiais está um vídeo no qual se adverte os funcionários para que não se baseiem na raça ou na etnia para implementar a nova lei, mas também diz que é possível levar em conta se uma pessoa fala mal o inglês, se está nervosa ou viaja em um veículo com muitas pessoas.