O jornal oposicionista Cumhuriyet informou que um tribunal determinou a prisão do editor-chefe da publicação, Murat Sabuncu, do cartunista Musa Kart e de outros sete membros da equipe do diário. Os nove funcionários do jornal devem ser julgados por suposto apoio a militantes curdos e suposto envolvimento com o movimento liderado pelo clérigo Fethullah Gulen.

O governo turco acusa Gulen, que vive nos EUA, de estar por trás da tentativa de golpe ocorrida no país em julho.

O tribunal determinou a prisão dos nove suspeitos neste sábado. O governo turco tem levado a cabo uma grande ofensiva contra a oposição. Na sexta-feira, autoridades detiveram duas lideranças de um partido político favorável aos curdos e vários outros parlamentares por supostos vínculos com militantes curdos.

Os aliados da Turquia no Ocidente mostram-se preocupados com o comportamento das autoridades em relação ao Cumhuriyet e ao partido favorável aos curdos. Fonte: Associated Press.