Em seu primeiro pronunciamento como premiê do Paquistão, Yousaf Raza Gillani, disse neste sábado (29) que deseja abrir um diálogo com os grupos terroristas dispostos a "abandonarem as armas para participarem do caminho da paz".

Gillani, do partido da ex-premiê Benazir Bhutto, recentemente assassinada, afirmou que a guerra ao terror é uma guerra do Paquistão.