Um médico voluntário disse que a polícia e manifestantes descontentes com a violência em um estádio de futebol entraram em confronto pelo segundo dia no Cairo, nesta sexta-feira. Segundo essa fonte, mais um homem morreu em decorrência da violência. Com isso, subiu para três o número de mortos nos protestos.

O médico disse que o manifestante morreu após ser ferido por um disparo realizado a pouca distância, nas proximidades do Ministério do Interior, no centro da capital do Egito. A fonte pediu anonimato, temendo represálias.

As outras duas mortes ocorreram na quinta-feira, na cidade de Suez. Os manifestantes culpam a polícia e a junta militar que comanda o país por não conseguir impedir a violência no estádio, logo após uma partida de futebol na quarta-feira em Port Said. Pelo menos 74 pessoas morreram na violência no estádio.

Uma foto do manifestante morto no Cairo foi divulgada pela internet pelo homem que o levou ao hospital onde ele foi declarado morto. As informações são da Associated Press.