O chefe do Centro de Comunicação Social do Exército, general-de-brigada Carlos Alberto Barcelos, informou na manhã de hoje que o número de mortos e feridos no terremoto que atingiu a capital do Haiti, Porto Príncipe, pode aumentar. Já foram confirmadas as mortes de quatro militares brasileiros e cinco feridos. Os familiares de todos eles já foram avisados.

Ao todo, segundo o Exército, 1.266 militares brasileiros estão no Haiti. Muitos civis estão procurando o batalhão brasileiro para pedir ajuda. Não há previsão de envio de novas tropas brasileiras porque, segundo o Exército, não há como chegar a Porto Príncipe. Mas o comandante do Exército, Enzo Martins Peri, embarcará ainda hoje para o Haiti.