O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, estendeu por pelo menos mais um ano as sanções econômicas impostas por seu país ao Sudão, informou hoje a Casa Branca. O anúncio vem à tona apenas a pouco mais de dois meses de um referendo no qual a população do país decidirá ou não pela secessão. A votação está marcada para janeiro.

Numa carta endereçada a congressistas, Obama comunicou a eles que as sanções a Cartum, que expirariam depois de amanhã, serão ampliadas por mais um ano. Obama argumentou que “as situações que levaram à imposição (das sanções) há três anos não foram solucionadas”. As informações são da Dow Jones.