O Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou o primeiro caso, com morte, de transmissão da gripe aviária entre humanos no Paquistão. Ela ocorreu em uma família afetada pelo vírus da doença, o H5N1.

O homem que morreu, em 23 de novembro, ainda não foi identificado, nem sua idade foi divulgada. A agência das Nações Unidas anunciou apenas que ele era irmão de um veterinário que trabalhara havia dois meses no extermínio de frangos infectados, na região de Peshawar.

Ambos, além de outros dois irmãos, desenvolveram pneumonia severa e trataram uns aos outros até serem levados a um hospital. Os outros três se recuperaram. O irmão que morreu não teve contato com os animais doentes. Nenhum sintoma de infecção pelo H5N1 foi detectado entre pessoas que tiveram contato com os irmãos, mas funcionários do hospital e familiares estão sob observação médica.

Normalmente, a infecção acontece de animal para humano. Neste caso, a OMS divulgou que a ?infecção humana? foi estabelecida por testes feitos em laboratórios especiais no Cairo e em Londres.

?Todas as evidências sugerem que a transmissão entre os membros dessa família não representa um risco maior?, disse um porta-voz da OMS. ?Porém, isso já aumentou o nível de alerta e a necessidade de uma vigilância constante.?