Quarenta e três pessoas morreram de hipotermia na Ucrânia nos últimos seis dias, informou o Ministério de Serviços Emergenciais nesta quarta-feira. O país sofre com uma intensa onda de frio.

A maioria das vítimas é formada por sem-teto que congelaram até morrer nas ruas. Sete pessoas foram encontradas mortas em suas casas, e mais de 800 buscaram ajuda médica por sofrerem ulcerações causadas pelo frio e outros sintomas de hipotermia.

Autoridades abriram 1.735 abrigos para fornecer comida e aquecimento, e planejam abrir mais 122. As temperaturas chegaram a -30º Celsius em algumas regiões.

Todas as escolas em Kiev estarão fechadas até 5 de fevereiro, informaram as autoridades da cidade nesta quarta-feira. As férias fora de época podem ainda ser prorrogadas, disseram as autoridades. As informações são da Dow Jones.