A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) comemora seu primeiro “Dia Internacional de Nelson Mandela” com tributos à liderança moral do sul-africano que combateu o apartheid. Seu compromisso de uma vida de lutar contra a opressão e promover a paz também foi lembrado.

Numa rara ação, o organismo mundial de 192 integrantes decidiu em novembro do ano passado comemorar o dia do nascimento de Mandela, 18 de julho, todos os anos como reconhecimento à contribuição do ganhador do Prêmio Nobel da Paz na resolução de conflitos e na promoção do relacionamento inter-racial, dos Direitos Humanos e da reconciliação.

Durante a comemoração da ONU hoje, realizada com dois dias de antecedência porque neste ano o aniversário de Mandela cai num domingo, o presidente da Assembleia-Geral, Ali Abdessalam Treki, chamou Mandela de “um ícone” e “um dos maiores líderes morais e políticos de nosso tempo”.