Generais da Coreia do Norte e do comando da Organização das Nações Unidas (ONU), liderado pelos Estados Unidos, se encontraram nesta segunda-feira (2) para a primeira reunião após sete anos. As conversas, realizadas na zona desmilitarizada de Panmunjom, na fronteira entre as duas Coreias, durou apenas 32 minutos, segundo informou a CNN, embora os oficiais da ONU tenham avaliado o encontro como um passo positivo para reduzir a tensão na península nos últimos meses.

O último encontro entre militares da Coreia do Norte e do Comando da ONU aconteceu em setembro de 2002. Segundo uma nota do Comando da ONU, a Coreia do Norte propôs o contato para tentar diminuir a crescente tensão militar na fronteira entre as duas Coreias.

“Estas conversas podem ser úteis na construção da confiança e na prevenção de desentendimentos, assim como para criar um ambiente de transparência respeitando as intenções dos dois lados”, diz o comunicado. A reunião acontece depois de Pyongyang ter pedido, no sábado, a militares americanos na Coreia do Sul para porem fim a suas “provocações” na zona de demarcação militar entre os dois países.