O Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas informou hoje que sua missão no Níger já se tornou uma “operação de emergência”, após uma pesquisa concluir que houve um forte aumento nas taxas de desnutrição entre as crianças pequenas. No país africano, 16,7% das crianças com menos de cinco anos sofrem atualmente de desnutrição, afirmou uma porta-voz do programa da ONU, Emilia Casella. Os menores de três anos são os mais afetados.

A funcionária acrescentou que no ano passado a taxa de desnutrição era de 12,3% no grupo até cinco anos. Segundo ela, o limite para se declarar uma emergência é de 15%. A entidade planeja incrementar seu programa de alimentação, atendendo 640 mil crianças, mais que as 500 mil atualmente ajudadas, disse a porta-voz em Genebra. Além disso, a ONU duplicará a ajuda alimentar ao Níger, para que este ano ela chegue a 4,7 milhões de pessoas.