O papa Francisco pediu “intervenção urgente” para proteger o número crescente de crianças e adolescentes que imigram sozinhos para os Estados Unidos. O pontífice disse nesta terça-feira que é preciso fazer campanhas sobre os perigos das travessias ilegais e adotar “novas formas de imigração legal e segura”.

Dezenas de milhares de crianças cruzaram as fronteiras norte-americanas nos últimos meses, pressionando o governo americano. O papa leu a mensagem em uma conferência sobre imigração patrocinada pelo Vaticano e sediada na Cidade do México, chamando atenção para os jovens imigrantes que fogem da “pobreza e da violência”.

Desde outubro, mais de 57 mil menores desacompanhados foram detidos pela imigração dos Estados Unidos. A maioria deles vêm de Honduras, Guatemala e El Salvador. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.