O papa Francisco afirmou neste domingo estar preocupado com a violência em El Salvador e expressou sua esperança de que melhore a situação nesse país. “Sigo com preocupação as notícias que chegam de El Salvador, onde nos últimos tempos se agravaram as preocupações da população por causa da carestia, da crise econômica, dos agudos contrastes sociais e da crescente violência”, afirmou ele.

O pontífice pediu que o “querido povo salvadorenho” persevere unido. Além disso, exortou a todos que rezem para que “na terra do beato Óscar Romero volte a florescer a justiça e a paz”. O papa comentou o assunto ao fim de sua bênção do Ângelus, falando de um dos balcões dos palácios pontifícios ante centenas de pessoas que lotaram a Praça São Pedro, apesar do forte calor.

As quadrilhas, conhecidas como maras, são grupos juvenis que assolam El Salvador e que contam com cerca de 60 mil integrantes. As maras assassinaram neste ano quase 3 mil pessoas no país, segundo contagem da imprensa salvadorenha. Fonte: Associated Press.