O Paquistão apoia a decisão da Arábia Saudita de rejeitar um assento não-permanente no Conselho de Segurança da ONU e o apelo de Riad para que a entidade passe por reformas, segundo comunicado divulgado neste sábado pelo Ministério de Relações Exteriores paquistanês.

Recentemente, a Arábia Saudita recusou o assento alegando insatisfação com o fato de a ONU não ter conseguido acabar com a guerra na Síria e solucionar a questão palestina.

“O Paquistão compreende totalmente os imperativos e compulsões que levaram à decisão deles de não se juntarem ao Conselho de Segurança após serem eleitos para um assento não-permanente durante 2014 e 2015”, afirmou o ministério.

No comunicado, o ministério paquistanês diz concordar com o governo saudita que é preciso que haja avanços em questões como a da Síria, da Autoridade Palestina e em outros assuntos de longa data, como a da Caxemira.

“O governo do Paquistão sempre apoiou todos os esforços para garantir a resolução pacífica de disputas e está confiante de que o Reino da Arábia Saudita continuará cumprindo seu papel na manutenção da paz internacional e segurança”, completou o ministério. Fonte: Dow Jones Newswires.