Parlamentares islamitas da Câmara Alta do Parlamento do Egito estão pedindo o retorno do presidente deposto do país Mohammed Morsi e que outros Parlamentos não reconheçam a liderança nomeada recentemente.

O pedido foi feito neste sábado por cerca de 20 membros do Conselho Shura, que era a única Câmara Legislativa do Egito desde que um tribunal ordenou a dissolução da Câmara Baixa no ano passado até a derrubada de Morsi no dia 3 de julho.

Os parlamentares, que estão participando de uma manifestação pacífica no leste do Cairo, acusaram os militares de tentar restaurar um regime “corrupto e ditatorial”. Morsi foi o primeiro presidente eleito democraticamente no Egito, sucedendo o governo autocrático de longo prazo de Hosni Mubarak que renunciou em 2011. O Exército depôs Morsi após milhares de manifestantes tomarem as ruas para exigir sua saída. Fonte: Associated Press.