O parlamento da Hungria deu mais um passo rumo a um referendo nacional sobre a proposta da União Europeia para alocar os solicitantes de asilo entre os países do bloco – uma pressão para encorajar seus cidadãos a rejeitar o plano.

Legisladores do partido governista Fidesz e do partido de extrema direita Jobbik aprovaram o referendo nacional após a Justiça do país dar a sinal verde para a votação. A oposição de esquerda se manifestação ao não participar da votação. A data para o referendo ainda não foi definida.

A oposição disse que irá apelar à Corte Constitucional para evitar o referendo. O prazo para acionar a Justiça é de 15 dias e a Corte tem 30 dias para decidir sobre o caso. Fonte: Dow Jones Newswires.